Artigos Recentes

NOTA DE REPÚDIO: PRESIDENTE DA CÂMARA DOS DEPUTADOS, RODRIGO MAIA (DEM/RJ), MENTE SOBRE GASTOS PÚBLICOS E ATACA SERVIDORES

À falsas lágrimas, ele fez um discurso em que colocou em xeque o funcionalismo público em uma já conhecida tentativa de pôr a sociedade contra os servidores e de criar justificativas para endossar a proposta recém aprovada pelo parlamento.

Sindicato dos Trabalhadores da Justiça Federal no Ceará torna público seu total repúdio às declarações do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM/RJ), na última quarta-feira (10), antes de anunciar o resultado da votação do primeiro turno da reforma da Previdência. Com falsas lágrimas, ele fez um discurso em que colocou em xeque o funcionalismo público em uma já conhecida tentativa de pôr a sociedade contra os servidores e de criar justificativas para dar credibilidade à proposta recém aprovada pelo parlamento.

Segundo Maia, a União, os estados e os municípios gastam 80% de tudo que arrecadam com pessoal e Previdência, colocando estes como principais “inimigos” a serem enfrentados. “Todos os servidores entram ganhando quase o teto do funcionalismo. E eu não estou criticando nenhum servidor. Eles fazem um concurso público, transparente, aberto, mas esse é um dado da realidade. Os nossos salários do setor público são 67% do equivalente no setor privado, com estabilidade e pouca produtividade. E é isso que a gente precisa combater. E esse desafio precisamos enfrentar. Um serviço público de qualidade”, afirmou. “Há alguma coisa errada com a qualidade dos gastos públicos”, concluiu.

O que há de errado nos gastos públicos são os mais de R$ 3 bilhões com a liberação de emendas parlamentares feita pelo governo antes da votação. De acordo a Consultoria de Orçamento da Câmara Federal, do início de julho até a última segunda-feira (8), mais de R$ 175 milhões foram liberados para parlamentares só no estado do Ceará. 

Também faltou nessa conta os mais de R$ 500 bilhões em dívidas perdoadas para os verdadeiros privilegiados e maiores sonegadores da Previdência: políticos, grandes empresários, banqueiros e donos do agronegócio. Ao contrário desse grupo, os servidores públicos contribuem dedicando toda a sua vida prestando serviço à população brasileira e merecem respeito.

Por último, o que Rodrigo Maia ficou devendo em sua declaração é que, na verdade, o grande inimigo que precisa ser combatido é a corrupção. Ela é quem tira da classe trabalhadora estrutura, oportunidades e direitos.

O Sintrajufe Ceará reforça a importância da mobilização e união entre servidores, sindicatos, federação, movimentos sociais e de todos os protagonistas do campo da defesa dos direitos dos trabalhadores nesse momento.